Vale a pena conferir o curso SOA Adoption and Architecture Fundamentals

Vale a pena conferir o curso SOA Adoption and Architecture Fundamentals

Quando o assunto é SOA o que ouço de histórias de problemas de adoção, cancelamentos de projeto ou de como a empresa espera retomar a iniciativa, tem um sortimento tão grande que sem dúvida daria para escrever um livro.

Não é possível apontar exatamente quem é o culpado por toda essa frustração, mas posso dizer que alguns sintomas são muito comuns.

- Pensar que SOA é um produto – Muitas empresas confundem uma abordagem estrutural corporativa com a aquisição de um produto de suporte, é fácil imaginar que ao adquirir um conjunto de ferramentas para construir webservices está automaticamente desenvolvendo SOA.

- Não rever práticas de desenvolvimento – Desenvolvimento de sistemas ou desenvolvimento de integrações de sistemas são atividades totalmente conhecidas, a adoção de métodos tradicionais ou modernos de SDLC é totalemente aplicável para esses projetos, no entanto, quando o assunto é SOA, conseguir aplicar o método correto e ajustado é essencial para o sucesso da nova visão de tecnologia da informação.

- Não colocar na mesma mesa TI e negócio – Olhando para aspectos não técnicos, decidir implantar SOA em uma companhia sem o envolvimento e a dedicação da área de negócio é a assinatura de um cheque em branco, puro prejuízo. Não basta pedir para que a área de negócio ajude a área de TI, as áreas de TI e de negócio devem andar de mão dadas, pois é um investimento comum das duas partes.

Quando soube do novo curso SOA Adoption and Architecture Fundamentals oferecido pela Oracle University a primeira coisa que fiz foi buscar informações a respeito dos tópicos abordados, e posso dizer que o conteúdo chamou muito a minha atenção positivamente.

O foco desse treinamento são os aspectos fundamentais do SOA, mapeando desde as atividades iniciais até o momento em que se tem arquitetura e processos maduros na companhia.

171788

Vale ressaltar alguns pontos do conteúdo do curso, logo de cara no primeiro capítulo, é apresentada a arquitetura de referência da Oracle e o conceito de implementação de tecnologia que eles utilizam, logo em seguida, é abordado o modelo de maturidade SOA.

SOA-maturity-model-large
Pode parecer irrelevante ou até mesmo presunçoso ter esses dois temas no curso pois são focados diretamente na visão da Oracle sobre SOA, mas posso afirmar com tranquilidade que a riqueza de informações que se extrai desses tópicos podem fazer a diferença entre o sucesso e o fracasso de uma iniciativa SOA.

Com uma visão correta de arquitetura (lógica e física), associado a um processo correto de desenvolvimento SOA (envolvendo programa e projetos) e se sabendo como traçar o caminho para o futuro (modelo de maturidade), o sucesso na adoção do SOA fica um pouco mais próximo.

O demais tópicos são tão importantes quanto os primeiros, com eles se aprende como organizar o desenvolvimento dos projetos, como lidar com as dependências de serviços, como reconhecer, definir e reutilizar serviços de negócio, além de obviamente, tratar do processo de governança de todo esse ecossistema, tentando garantir a saúde geral da iniciativa.

Creio que não seja demais enfatizar, com esse curso você não vai aprende a utilizar o SOA Suite ou o Weblogic Server, o foco são métodos e processos, é entender como se faz para alinhar a área de negócio com a área de TI, como a área de TI deve se comportar para conseguir tirar proveito do SOA, como fazer o sonhado ROI efetivamente acontecer, como pensar no futuro desenvolvendo soluções para o presente.

Como sincronizar o Google Drive com o Dropbox

Como sincronizar o Google Drive com o Dropbox

Tirar uma foto ou fazer uma filmagem caseira é super simples atualmente, qualquer um com um celular ou com uma câmera fotográfica digital tem acesso a esses recursos, por outro lado, manter seguras a fotos ou os filmes não é uma tarefa tão trivial.

A maioria das pessoas imaginam que copiar as fotos para o seu computador pessoal é a solução dos seus problemas. No entanto, não imaginam que o simples apertar de um botão pode fazer todas essas fotos desaparecerem e junto todo o histórico dos momentos em família.

O disco rígido onde estão as imagens quebrar, o computador ser atacado por um vírus ou literalmente ser roubado são eventos não tão incomuns como se possa imaginar, enfim, já deu para perceber que as possibilidades de problemas são inúmeras.

Os mais prevenidos fazem cópias para discos rígidos externos, pendrives ou DVDs, no meu ponto de vista todos esses recursos são válidos mas da mesma forma frágeis, pois todos os objetos podem ser perdidos ou podem parar de funcionar inadvertidamente.

Para alguns mais rigorosos, ter uma cópia dos arquivos no computador e outra cópias nos meios físicos não é o suficiente.

A notícia boa é que hoje em dia as soluções para esse problema estão mais simples, ainda mais com a quantidade de serviços de discos virtuais que são oferecidos, os mais famosos são Dropbox, o Google Drive e o Miscrosoft SkyDrive.

Além de ter a cópia em casa, ter uma cópia em um dos sistemas de disco virtual é sem dúvida uma ótima alternativa e de certa forma até muito simples, pois todos eles oferecem aplicativos que automaticamente sincronizam os arquivos do seu computador para a nuvem.

AGORA……. se ainda assim, depois de você ter uma cópia na sua máquina, uma cópia em um HD externo e uma cópia em um serviço de disco virtual você for paranoico (como eu) e pensar que não é o suficiente, esse post é para você.

Para mim, as fotos e os vídeos familiares são quase sagrados, eles refletem um momento que não se repete e que não tem volta, assim dedico cuidado e carinho na sua guarda.

A solução que uso hoje não chega a ser “simples”, mas posso dizer que me deixa bastante confortável quanto a segurança dos meus arquivos, ao invés de ter um único sistema de disco virtual para guardar meus dados uso dois, o Dropbox e o Google Drive.

O ponto aqui é que usar os dois sistemas é simples, o complicado é manter os dois sistemas sincronizados com um baixo esforço. Para resolver essa questão acabei encontrando um serviço bastante interessante da empresa CloudHQ, esse serviço mantêm dois ou mais discos virtuais sempre sincronizado sem que seja necessária a intervenção humana.

Google-Drive-better-than-Dropbox-610x343

Da minha parte, defini um dos discos virtuais como o principal e sempre copio meus novos arquivo para ele. O CloudHQ faz a cópia de um sistema para o outro automaticamente, assim tenho a garantia que caso um sistema falhe por algum motivo, tenho uma cópia no segundo sistema.cludhq

Caso você seja ainda mais paranoico do que eu tenho mais uma notícia boa, caso você tenha dois ou três serviços de disco virtual, pode manter todos eles sincronizados sem se preocupar.

servicos

Vale ressaltar que tão fácil como criar os discos virtuais é criar o processo de sincronização no CloudHQ, ou seja, mesmo que você não tenha tanta intimidade com esse tipo de serviço, ainda assim vai conseguir configurar o seu processo de cópia de informações.

Fica dica, pense bem como você cuida dos seus momentos em família, avalie seriamente se você tem todos seus ovos em um único cesto.

eggs-in-one-basket

Mostrar para seu filha de 15 anos como ela era fofinha e linda quando tinha apenas 2 anos não tem preço. :)

MK808 e HD externo USB

Você assim como eu comprou um aparelho modelo MK808 pensando em utilizar seus HDs externos e ao plugar o HD na porta USB ficou sem saber o que fazer pois o mesmo não foi reconhecido?

SIM !, então ai vão ai algumas dicas rápidas para solucionar esse contratempo.
160247-1

 

  1. Primeira e mais básica, a entrada USB a ser utilizada é a OTG (na lateral do aparelho).
  2. Um HD plugado nessa porta até pode funcionar, mas a fonte que vem junto com o aparelho, sabe-se la o porque, não da conta de sustentar e o uso pode ficar instável.
  3. Use um HUB USB energizado e plugue quantos HDs quiser, funciona e muito bem assim.

Não consegui fazer funcionar nenhum aplicativo de compartilhamento direto dos discos (NAS ou SAMBA), mesmo o com SO rootado os aplicativos não conseguiam abrir as portas padrões dos protocolos, sendo assim, instalei o aplicativo FTP Server e mapiei o diretorio /mnt, até agora tudo tem funcionado adequadamente.

Google TV ou Computador Android Você Decide

Depois de muito tempo finalmente consegui voltar a escrever por aqui, de certa forma muita coisa mudou em minha vida, sendo que, em resumo, meus interesses tem estado nos mesmos focos, mas hoje pretendo falar sobre um pequeno projeto pessoal que tenho desenvolvido nesse mês.

Ha alguns anos tenho um storage externo da Mtek que possui uma série de capacidades interessantes, nele faço o backup dos meus documentos digitais, fotos, vídeos, etc. Um grande problema desse equipamento é que para conseguir acessar os arquivos é necessário pluga-lo em um computador.

1348614138_441442558_1-Fotos-de--Dual-Case-Gaveta-Externo-Hd-Sata-Usb-E-sata-Mtek-En355a2e

 

Pode parecer estranho eu dizer que para acessar um disco eu tenha que conectar um computador e principalmente que isso me incomode.

Se colocarmos esse equipamento ao lado de soluções como Google Drive, SkyDrive, Dropbox e outros sistemas de armazenamento na nuvem, fica claro que se torna incômodo ter que pegar uma peça que pesa quase 2 kilos (esse peso se deve ao fato de haver 2 HD de 5 1/4, mais o peso do próprio case), sua fonte e cabos e ter que levá-lo para onde esta seu computador toda vez que desejar usá-lo.

Bom, cansado de toda logística envolvida no uso desse equipamento e pelo interesse de ter todo esse conteúdo sempre disponível para uso comecei buscar soluções para o meu “problema”, depois de avaliar soluções caras, soluções baratas e soluções nem caras e nem baratas creio que conseguir alcançar uma opção com um ótimo custo/benefício.

E como todo bom livro, essa foi a introdução para o real conteúdo do post.

Para resolver meu problema, onde, para conseguir acessar o conteúdo do meu storage eu tenho que ter um microcomputador com no mínimo uma entrada USB ligado ao case, busquei os mais diversos tipos de computadores de baixo custo para resolver minha demanda, no entanto, nenhum deles era barato o suficiente, ou, pequeno o suficiente, ou, tinhas os recursos suficientes para cobrir todas minhas necessidades.

Não sou cliente assíduo do DealExtreme, mas resolvi dar uma olhada la, buscando algum tipo de solução que me ajudasse a sair do impasse, foi quando um novo mundo se abriu para mim, simplesmente descobri que atualmente existe quase que uma infinidades de equipamentos baseados na plataforma ANDROID para os mais diversos fins, como por exemplo, inúmeros modelos de aparelhos ao estilo Google TV a preços acessíveis.

Diante dessa novidade avaliei as opções e acabei comprando o MK808B que possui um processador Dual Core, e ja vem rodando o sistema ANDROID na 4.1, além de contar com, Bluetooth, 1GB RAM e obviamente saída HDMI. O principal ponto de atenção que utilizei para fazer essa escolha foi o fato de a entrada USB suportar discos externos de até 2TB, haja vista, que meu storage possui uma partição de 750GB e uma de 1.5 TB de espaço.

Um detalhe que me chamou a atenção após a compra e que espero validar assim que receber o produto (que esta parado na alfândega), é que o ANDROID do aparelho ja vem rootado, ou seja, não vem com nenhum tipo de impedimento para instalação de aplicações que precisam acessar recursos de baixo nível da plataforma, sendo assim, não devo ter nenhum tipo de problema para instalar por exemplo a aplicação Samba Filesharing for Android, permitindo que eu acesse os arquivos do meu storage através do Google TV como se fosse um compartilhamento de disco de um servidor qualquer.

E as possibilidades não param por ai, levando em conta que o dispositivo possui uma entrada USB padrão, dessa forma é possível colocar qualquer tipo de equipamento compatível, a imagem abaixo mostra um pouco do que “é possível” conectar.

sku_175870_104

 

Veja, não é difícil imaginar que esses equipamentos podem fazer quase qualquer coisa desde que haja o aplicativo certo para suportar a necessidade, ou seja, se você pensa que um tablet é o máximo de evolução para essa plataforma, toma essa.

Junto com a compra do Google TV, adquiri um controle remoto do tipo Air Mouse do modelo RC11, por um golpe do destino ele foi despachado antes da china e já esta em minhas mãos, posso dizer que é um brinquedinho simples e que para fazer apresentações Power Point é mais que uma mão na roda, vejamos como ele se comportará quando em união com o brinquedo que esta para chegar.

376c4e9e-3b48-4590-81bf-c63dbbe8c05e

 

Minha expectativa com tudo isso é poder acessar meus arquivos sempre que eu tiver necessidade, fazer cópias de backup e de quebra acessar a internet, assistir filmes no NetFlix e vídeos no Youtube, as expectativas da minha esposa são um pouco diferentes (acessar o Facebook e jogar Candy Crush) mas não menos nobres, não vou negar que minha cabeça ja esta a mil, pensando o que mais da para fazer com esse brinquedinho.

Bom, quem sabe daqui mais 9 meses faço outro post falando sobre os resultados dessa brincadeira.

Proteger cada Relacionamento

Proteger cada Relacionamento

Estive em um cliente hoje pela manhã e logo na entrada havia um quadro com os valores da empresa, me chamou muito a atenção o primeiro valor, principalmente o termo “proteger cada relacionamento”.

Cada vez mais vejo empresas pecando tristemente nesse sentido, não sabendo distinguir o que é ação do que é relacionamento, particularmente  eu acredito muito em “proteger cada relacionamento”, mesmo que isso testemunhe contra mim em certas situações.

De certa forma, encontrar essa frase pela manhã foi algo muito agradável para mim, não sei o por que exatamente, quem sabe, por saber que de alguma forma meus valores são certos.

10 minutos sobre empreendedorismo

10 minutos sobre empreendedorismo

No evento Agile Brasil desse ano a MSDevelop trouxe para o Brasil o VP de Negócios Ágeis da CollabNet Laszlo Szalvay, uma das atividades previstas era apresentação de uma pequena palestra de 10 minutos sobre Empreendedorismo e Scrum.

Mesmo com o tempo mínimo o resultado foi muito interessante, com poucos slides foi possível entender um pouco da história da Danube, empresa que Laszlo e Victor (seu irmão) criaram em 2000 e que em 2010 foi comprada pela CollabNet, além de conhecer o ponto de vista de um empreendedor de sucesso sobre o que é empreender.

Agile Brasil 2012

Agile Brasil 2012

É com muita satisfação que entramos na reta final para a realização do evento Agile Brasil 2012, ja contamos com a presença de Laszlo Szalvay e a partir de quarta-feira teremos também a presença de Marcelo Macedo e Rafael Sabbagh, será uma semana de muitas ações.

Não tenho dúvidas de que esse evento vem para fixar a parceria realizada entre a CollabNet e a MSDevelop no Brasil da qual sou responsável, que venham os negócios!

Aplicação Android de Código Aberto

Aplicação Android de Código Aberto

Quando me interessei pelo desenvolvimento de aplicativos Android e comecei a compreender seu funcionamento, passei a buscar por aplicações com código aberto para utilizar como referência.

Gosto de analisar aplicações que ja estejam amadurecidas, busco entender as soluções criadas para resolver as deficiências da plataforma e como são criados os recursos criativos, é sempre uma maneira de diminuir a curva de aprendizado.

Quase que por acaso encontrei uma aplicação que é bastante interessante e de código aberto, é o tipo de coisa que esta bem na sua frente e por muito pouco é possível você não perceber.

O aplicativo oficial do WordPress assim como o próprio WordPress é de código aberto e pode ser estudado, modificado e regerado sem grande esforço.

As características visuais não são dos mais criativas, entretanto, para função que se propões (gerenciamento de um blog WordPress) os recursos são completos e de quebra é possível ter em mãos toda implementação para comunicação XML-PRC.

Para ter acesso o código fonte você deve acessar pelo SVN o endereço http://android.svn.wordpress.org/ ou navegar via Web no endereço https://android.trac.wordpress.org/browser.

Caso você conheça mais aplicativos Android de código aberto com recursos interessantes, deixe aqui seu comentário.

MOO – Cartões Criativos ou Criatividade nos Cartões?

MOO – Cartões Criativos ou Criatividade nos Cartões?

Ja fazia um tempo que eu procurava uma gráfica para impressão de cartões de visitas pessoais, minhas pesquisas sempre esbarravam na dificuldade de encontrar uma gráfica que permitisse compor cartões interessantes de maneira simples e com preço razoável.

Minha solução apareceu lendo o post How to Get Your Free Cool Facebook Timeline Personal Cards Now, eu conheci o MOO.com quando eles criaram a integração com o Flickr e ofereceram cartões grátis para os usuários do site, onde, ao solicitar a criação do mini cartão de visitas, os usuários podiam escolher suas fotos para serem impressas no verso.

Após ler o artigo acessei o site moo.com e vaculhei suas opções, fiquei bastante impressionado com a quantidade e a diversidade de temas que eles disponibilizam para os seus clientes customizarem seus cartões de visitas.

São mais de 100 opções de cartões préformatados, cada opção possui até 5 variações, é possível escolher entre borda quadrada, borda arredondada e entre dois tipos de papéis.

Um detalhe interessante, o cliente ao escolher o tema do seu cartão, pode escolher entre imprimir uma de suas variações ou até as 5 variações em quantidade aleatória dentro do volume de cartões solicitado.

Formatei meu cartão de visitas, realizei o pagamento e solicitei a entrega, existem várias opções de entrega, o site é bem detalhista a esse respeito e estima adequadamente o prazo para entrega no Brasil.

Recebimento dos Cartões

Realizar a compra foi um processo de até certa divertido, receber foi uma grata surpresa, a atenção aos detalhes é surpreendente, a caixa guarda os cartões de maneira adequada e devido ao volume, recebi gratuitamente um porta cartões com capacidade para 50 cartões.

Porta Cartões

A qualidade da impressão é excelente, o trabalho é muito bem realizado e a comunicação como cliente sempre inteligente, um exemplo de como a comunicação é bastante interessante, na imagem acima vemos a fita que vem junto ao porta cartões e abaixo a impressão no fundo da caixa.

Fundo da Caixa

No final das contas esse post tem como objetivo divulgar esse serviço para as pessoas que tenham o mesmo tipo de necessidade, se diferenciar no mercado as vezes é mais fácil do que a gente imagina, só precisa de um serviço com criatividade para apoiar. Espero que tenha ajudado.

Opções dos Cartões

 

Um pouco mais sobre WebCenter

Um pouco mais sobre WebCenter

A experiência de ministrar cursos técnicos é sempre enriquecedora, seja pelo objetivo de apresentar da melhor maneira o conteúdo programático, seja pela possibilidade de discutir temas relevantes para a rotina dos alunos, ou até mesmo por poder colaborar indiretamente no sucesso das empresas contratantes.

Essa semana ministrei o curso Oracle WebCenter Spaces 11g: Build E2.0 Portals and Communities, onde são expostas as características sociais do produto Oracle WebCenter Suite.

O conteúdo do curso é vasto a respeito das capacidades básicas embutidas na plataforma, no entanto, não é exposto um conteúdo onde é apresentada uma visão mais ampla das possibilidades.

Dessa forma, decidi criar um diagrama que exponha um pouco das capacidades da plataforma WebCenter Suite e as possibilidades de integração que seus usuários podem lançar mão.

Sobre o WebCenter

O Oracle WebCenter é uma plataforma baseada na tecnologia Java EE e Portal, tem como filosofia fortalecer a convergência da interação entre os usuários e as informações do negócio utilizando um conjunto de componentes pré-construídos e possibilita agregar componentes adicionais para responder às necessidades de negócio.

Seus componentes pré-construídos atuam fortemente na integração dos usuários, permitindo realizar a criação da rede social corporativa, já suas possibilidades de integração externa tornam a plataforma um ponto ideal para concentração das aplicações corporativas existentes.

Visão Geral

Visão básica

No meu ponto de vista o produto pode ser dividido em três verticais, pessoas, negócio e serviços.

  • Pessoas, diz respeito a todas as funções de integração entre os usuários, como por exemplo, a ligação de relacionamento e o sistema de comunicação por correio ou comunicação instantânea.
  • Negócio, as capacidades de integrar sistemas corporativos à plataforma, unificando plataformas distintas em apenas um ecossistema.
  • Serviços, os componentes nativos da plataforma, que permitem a criação de portais corporativos, grupos de usuários baseado em contextos, entre outras capacidades.

Tais verticais podem ser detalhadas para algo parecido com a imagem abaixo.

Detalhamento

 Pessoas

Detalhamento Pessoas

Possibilitar a relação interpessoal e é fundamental na plataforma, a companhia deter-se apenas a essa função é abster-se de uma série de possibilidades secundárias que atuam diretamente no interesse corporativo.

A evolução das relações corporativas podem ser alcançadas por meio da unificação de processos, aplicação de conformidades operacionais, compartilhamento de informações por meio de documentos geridos, entre outras ferramentas, todos esses objetivos podem ser atingidos a partir desse módulo em cooperação com os demais módulos da plataforma.

Negócio

Detalhamento Negócio

Entender o universo de recursos que podem ser agregados para a expansão da plataforma muitas vezes não é claro para seus usuários, a imagem acima mostra um pouco das tecnologias que podem fazer parte do WebCenter Suite.

Serviços como o Oracle BPM, Webservices, portal, ECM, MS Office, conteúdo com XML, arquivo texto, HTML e integração com Banco de Dados permitem que o produto seja bastante flexível e  atenda as mais variadas demandas.

Serviços

Detalhamento Serviços

 O conjunto de serviços básicos da plataforma permitem a realização de uma série de ações que integram os usuários à companhia e facilitam sua comunicação.

Utilizar o serviço de Anúncios facilita a comunicação corporativa por meio do envio eletrônico de comunicações, o serviço de Agendas (eventos) permite alinhar as expectativas das equipes por meio de uma agenda única de ações, o sistema de Tags facilita a descoberta dos conteúdos corporativos por meio do serviço de Pesquisas, sem contar os serviços de referência por meio de links.

Caso de Uso

Para ilustrar um caso de uso sobre as facilidades do WebCenter vou referenciar uma imagem do manual do produto, especificamente o capítulo 11.4 AviTrust Employee Portal: An Example of Delegated Navigation do manual do usuário.

 

Estrutura de Navegação

Na imagem acima, é apresentado o recurso de estruturação de um portal, são criados Subspaces para acomodar as áreas da companhia e a área de banco possui outros níveis de Subspaces.

Essa imagem ilusta os recursos de criação de espaço e a criação de sub-espaços, além da possibilidade de criação de páginas de acesso dos usuários. Um espaço ou um sub-espaço são apenas áreas de contexto, é necessário que existam páginas para que seja possível acessar esses espaços.

Diante da visão do diagrama de estrutura de navegação, é fácil imaginar a possibilidade de criar sites corporativos e intranets em um único ambiente compartilhando dos recursos disponíveis e das facilidades construídas. Realizar esse tipo de construção é um caminho quase natural, principalmente por ser fortemente apoiada pelo rigoroso sistema de autorização de acesso, que garante a gestão do acesso aos recursos com um profundo grau de detalhamento e pelo poderoso serviço de busca, que permite recuperar qualquer conteúdo interno do produto ou de sistemas externos que permitam indexação.

As páginas são um dos principais pontos de acesso dos recursos avançados do WebCenter, são nelas que os portlets são adicionados, onde são construídos os componentes de interação, onde podem ser consumidas bases de dados, Webservices e arquivos XML. Além do uso dos componentes, os objetos podem ser ligados, podem ser passados parâmetros e enriquecida a interação.

Por se tratar de um tema vasto, aliado ao fato de que esse artigo esta um pouco maior do que o esperado, em breve escreverei especificamente sobre as páginas do Webcenter, suas capacidades e recursos.